APRESENTAÇÃO

O Departamento de Geologia, vinculado ao Instituto de Geociências da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, possui um importante acervo de fósseis disponibilizado à formação e investigação acadêmica de discentes, docentes e pesquisadores internos e externos à Universidade. A Coleção de Macrofósseis é composta por fósseis obtidos através de atividades de campo, que fazem parte de disciplinas da grade curricular, por expedições científicas diversas ou através de intercâmbios e doações.

A Coleção de Macrofósseis é constituída pela Coleção Ignácio Brito - IB (1967-1994), atuante professor e ex diretor do Instituto de Geociências (IGEO) que formou importante acervo, destacando-se amostras de invertebrados; Coleção da antiga Faculdade Nacional de Filosofia - FNF (1937-1965), incorporada à Coleção Ignácio Brito após 1967 e Coleção do Departamento de Geologia - DG, em crescimento até os dias atuais e que engloba quatro grandes grupos: paleobotânica, paleoinvertebrados, paleovertebrados e icnofósseis.

O acervo compreende, aproximadamente, 15.300 registros, sendo 30.000 exemplares, oriundos de bacias intracratônicas e marginais do Proterozoico e Fanerozoico. Trata-se da preservação de uma das mais importantes coleções científicas do Brasil, destinada ao treinamento e qualificação de novos profissionais para atividades de pesquisa em bioestratigrafia, paleoecologia e análise paleoambiental. Destaca-se neste acervo uma importante coleção de holótipos (tipos de referência científica), espécimes de referência na descrição de novas espécies e que possibilitam o resgate da história da evolução dos animais e vegetais ao longo do tempo.